Redes sociais

A web 2.0 popularizou o uso de conteúdo criado pelo usuário e fortaleceu as redes virtuais. A enciclopédia virtual Wikipédia éo exemplo mais popular desse conceito. O site usa contribuições de diversos usuários ao redor do mundo para criar uma base de informações confiável e abrangente. Há diversos outros tipos de sites em que a base de usuários é o maior gerador de valor agregado, do YouTube ao Orkut.

A web 2.0 popularizou o uso de conteúdo criado pelo usuário e fortaleceu as redes virtuais. A enciclopédia virtual Wikipédia éo exemplo mais popular desse conceito. O site usa contribuições de diversos usuários ao redor do mundo para criar uma base de informações confiável e abrangente. Há diversos outros tipos de sites em que a base de usuários é o maior gerador de valor agregado, do YouTube ao Orkut.

É importante para quem trabalha com web saber  que está acontecendo nesse aspecto, pois as redes de relacionamentos e os sites com conteúdo gerado pelo usuário mudaram a maneira com que as pessoas interagem com a internet. Esse é, inclusive, um bom momento para se criar uma aplicação web como essa já que, no Brasil, esse mercado ainda tem muito potencial inexplorado de crescimento.

Redes Brasileiras

No que diz respeito a redes sociais, nosso país ainda não foi muito além da imitação das  grandes tendências americanas. Sites como o Beltrano (www.beltrano.com.br), por exemplo, não oferecem muito mais do que o Orkut. O mesmo pode ser dito do UOLK (uolk.uol.com.br), a versão do UOL para o popularíssimo site de relacionamentos vinculado ao Google.
Existem alguns sites que tentam ir um pouco mais além. O BlogTok (www.blogtok.com) é uma rede voltada ao conhecimento e o Clubão (www.clubao.com.br) é um sistema em que são publicadas mensagens, vídeos, fotos. O site Colegas (www.colegas.com.br) é destinado a colegas de escola e o Ex-colegas (www.ex-colegas.com.br), como pode-se supoer pelo nome, tenta ajudar no reencontro de ex-colegas.
hà outras redes de relacionamento que merecem destaque por sua finalidade, como o Familiaridade (www.familiaridade.com.br), comunidade virtual familiar, criada em 15 de novembro de 2005 com o objetivo de ajudar seis ,e,brps a emcpmtrare, áremtes. p Gazzag (www.gazzag.com), que parece com o Orkut, mas com recursos como blogs, fotologs, gerenciador de tópicos e sites para jogos de cartas online e o Joga (www.joga.com.br), espaço online para conhecer outros jogadores e fãs de futebol.
Esses tipos de redes podem criar banco de dados valiosíssimos para os proprietários de sites que as gerenciam. O site ZiggyLance (ziggylance.com.br), criado para colocar empresas e freelancers em contato, pode se tornar uma base de dados completa, com informações profissionais e milhares de pessoas. Para se aproveitar disso, o proprietário do serviço pode, por exemplo, incluir anúncios mais direcionados nas páginas, aumentando o seu lucro.

Pelo mundo

Ao redor do planeta, pela internet, há ainda diversos outros tipos de redes sociais, voltadas às mais diversas aplicações e interesses. Entre elas, destacam-se desde redes voltadas a afro-americanos como o Black Planet (www.blackplanet.com), as para bichos de estimação virtuais como o GoPets (www.gopets.com), e até redes de pessoas muito consumistas como Consumating (www.consumating.com).

E assim como o Orkut é, praticamente, a rede social dos brasileiros (com 50 milhões de usuários, mais de 70& deles brasileiro), há sites de relacionamentos que são voltados ou caíram no gosto específico de outros povos. Nos Estados Unidos, por exemplo, há o popular site MySpace (www.myspace.com), com 130 milhões de usuários. Na Coréia do Sul, CyWorld (us.cyworld.com). Letônia e Polônia, respectivamente, Draugiem (www.draugiem.lv) e Grono (www.grono.net). Finlândia, Irc-Galleria (rc-galleria.net). Hungria, IWIW(iwiw.hu), Suécia, LunarStorm (www.lunarstorm.se). Canadá e Vietnã fecham a lista com Nexopia (www.nexopia.com) e VietSpace (www.vietspace.net.vn).

Redes sociais

Para se ter uma idéia para aa criação de um novo site de relacionamentos ou com o conteúdo alimentado pelos usuários, é bom entender o mecanismo por trás das redes sociais. Como a web é o mundo real projetado digitalmente, nada mais natural do que serviços próprios que representassem especificamente o círculo de amizades e relações a outras. Assim surgiram as redes sociais.
Trata-se de formas de representação dos relacionamentos efetivos, profissionais ou correlacionados dos seres humanos entre sí. É um sistema de estrutura em rede em que os integrantes e ligam horizontalmente a todos os demais, diretamente ou por meio dos que os cercam.
Dentro ou fora da web, as redes sociais são capazes de expressar idéias políticas e econômicas inovadoras, estimulando o surgimento de novos valores, pensmentos e atitudes. A estrutura privilegia a formaçaõ de uma cultura de participação, garantindo a troca de idéias de forma globalizada.
As redes sociais existem há muito tempo, mas a web proporcionou uma proliferação nunca imaginada pelos seus primeiros criadores.

Fonte: Revista WWW 

Malluco

Super Pai. Profissional de tecnologia há 26 anos, programador e webdeveloper nas horas vagas, técnico em eletrônica fulltime, designer, curioso e meio malluco. Uma boa cerveja faz parte do seu DNA e não nega pra ninguém.