[BBNews] RIM responde aos Emirados Arabes Unidos sobre proibição do BlackBerry

emirados_arabes

Depois do anúncio de que os Emirados Árabes e a Arabia Saudita iriam bloquear os serviços BlackBerry no seu país por causa dos problemas com criptografias, a RIM (Research In Motion), detentora dos smartphones BlackBerry, responderam, sem mencionar o país ou governo em questão, e sim ao público geral que estão em discussões confidenciais com alguns governos e que não revelará seu conteúdo.

A empresa garantiu aos clientes que continuará a garantir produtos e tráfegos altamente seguros e inovadores, capazes de satisfazer tanto suas necessidades quanto a dos governos.

“A RIM está presente hoje em mais de 175 países e fornece uma arquitetura de segurança amplamente aceitas por clientes e governos preocupados com garantia, através do mundo”, acrescentou a nota do grupo.

Vários clientes ficaram curiosos depois do último fim de semana quando os dois governos emitiram ao qual foi dito aqui no blog também.

Muitos dos fatos sobre a arquitetura de segurança do BES (BlackBerry Enterprise Server) tem sido muito bem estabelecidas ao longo dos anos e permanecem inalteradas.

Uma recapitulação dos fatos, juntamente com outros fatos da indústria em geral, deve ajudar a manter a confiança dos nossos clientes sobre a segurança de suas informações.

Ressaltaram ainda mais:

  • O uso da criptografia forte não é um uso exclusivo dos smartphones BlackBerry, criptografia forte é um requisito obrigatório para todas as empresas de serviços da classe de e-mails sem fio;
  • O uso da criptografia em tecnologia da informação não se limita à indústria wireless, criptografia é usado para privilegiar usos de navegabilidade online e serve também para proteger a confidencialidade das informações pessoais e corporativas;
  • A arquitetura de segurança BlackBerry foi projetado especificamente para oferecer aos clientes corporativos a capacidade de transmitir informações sem fio e ao mesmo tempo proporcionando-lhe a necessidade da segurança que ninguém, nem mesmo a RIM, possa acessar seus dados;
  • A arquitetura de segurança do BlackBerry para clientes corporativos é baseada em um sistema de chaves simétricas através do qual o cliente cria sua própria chave e somente o cliente pode possuar uma cópia da sua chave de criptografia e é propositalmente concebido para que não exista a capacidade de a RIM e/ou terceiros verem suas informações;

O que eu acho?

Ao meu ver a RIM tem todos os meus méritos por ter uma plataforma tão segura quanto a do BlackBerry. O governo como o dos Emirados Árabes e Arábia Saudita devem gostar de monitorar tudo o que acontece no pais entre a sua população. Seria isso medo de ataques terroristas? Vai saber, só sei que a RIM não deve abrir mão da sua segurança para fazer com que esse governo se satisfaça invadindo a privacidade de seus usuários.

 

Li essa matéria no New York Times e traduzi pra galera……

Dê sua opinião sobre o caso e sobre a resposta da RIM…

Malluco

Super Pai. Profissional de tecnologia há 26 anos, programador e webdeveloper nas horas vagas, técnico em eletrônica fulltime, designer, curioso e meio malluco. Uma boa cerveja faz parte do seu DNA e não nega pra ninguém.