BlackBerry foi feito para construir seus próprios telefones, mas não é só isso…

Anunciando os últimos resultados do Q2 fiscal 2017, a BlackBerry afirmou que tem planos para acabar com seu departamento de hardware e muita gente achou que ela não vai mais criar aparelhos pois vai focar no que dá mais lucro que é seu departamento de desenvolvimento de Software e Soluções de Mobilidade e de Segurança, dos quais está mostrando mais impulso para a Canadense do que a fabricação e venda dos aparelhos.

Seu último aparelho lançado foi o PRIV. Digo, último aparelho fabricado pela própria BlackBerry.

O último lançado foi o DTEK50 que já foi construido pela TCL, a detentora da Alcatel, da-se pra perceber devido a sua característica que se iguala ao Alcatel Idol 4.

O próximo smartphone da BlackBerry será o DTEK60 com ótimas características e recursos, inclusive já vazou até algumas fotos do modelo, mas não é oficial até então.

dtek60-leak-8

Mas, deixando claro, Chen só afirmou isso, vão parar com o seu departamento de hardware interno e vão terceirizar. Mas não vão acabar com os smartphones.

Inclusive, o mesmo ainda cogitou, em uma de suas entrevistas, a fabricação de um smartphone com seu famoso teclado QWERTY ainda mais pra frente, portanto, não desanimem.

Nós acreditamos que essa é a melhor maneira para impulsionar a lucratividade no negócio de dispositivo

Diz John Chen.

Na entrevista de Chen, falando com Amber Kanwar via BNN, John Chen aproveitou o tempo para expandir o anúncio e esclarecer algumas das perguntas restantes, como o que significa para a contagem de funcionários do BlackBerry ao deixar o setor de hardware nas mãos de terceiros e como isso vai ajudar na linha de investimento da BlackBerry. Sua resposta foi simples.

Não estamos abandonando e sim terceirizando, isso é fato, estamos apenas focando no que dá mais lucro para a BlackBerry e atualmente o que mais da lucro é nossos serviços e soluções de mobilidade em softwares e estamos apenas aproveitando para lucrar com o sucesso dos nossos concorrentes

Sobre a terceirização e a demissão de funcionários após o fechamento do departamento de hardware, o mesmo diz que:

Sim, haverá algumas demissões, para cortar custos e gastos, porém vamos selecionar o pessoal que iremos necessitar na nossa nova caminhada, muitos dos nossos funcionários são bastante úteis para nossa nova jornada e iremos apenas cortar gastos e diminuir algum pessoal para que nossa nova empreitada continue e seja o suficiente para crescer, mas estaremos selecionando sim os melhores da nossa área para continuar

O destaque da conversa é que os planos da BlackBerry para a terceirização de hardware é que não está completa até o momento e que está prevista para ser concluída até dia 28 de Fevereiro, quando o exercicio da empresa termina. Além disso, na entrevista, Chen observou um ou dois produtos já feitos por parceiros além é claro de desenvolver os seus próprios aparelhos.

Chen ainda diz que o QWERTY vai viver. Apesar das notícias, Chen tem planos para dispositivos com o icônico teclado QWERTY, na entrevista, o mesmo confirma que vai continuar e a BlackBerry será mais seletiva na gestão da marca.

porsche9983-down-

Na própria entrevista, Amber Kanwar mostra uma lista de aparelhos com todos os BlackBerrys e pergunta ao Chen quais os seus 3 aparelhos preferidos, ele diz que os preferidos dele, antigos, é o Bold 9000 e o Bold 9900 e que, depois deles, ele ama o BlackBerry Passport sendo um dos aparelhos que mais gostou de todos. Quando questionado sobre Playbook, ele diz que nunca utilizou.

Comentem =)

Malluco

Profissional de tecnologia há 23 anos, programador e webdeveloper nas horas vagas, técnico em eletrônica fulltime, designer, curioso e meio malluco. Uma boa cerveja faz parte do seu DNA e não nega pra ninguém.

banner-bbmagazine-blackbooster