Falae galerinha

Hoje é a vez do review do BlackBerry DTEK50 que acabamos recebendo há poucos dias, por isso a demora em faze-lo.

Pois bem, tentarei ser bem direto e sem encher muita linguiça, vou aos principais pontos do aparelho, além é claro do que você vai ver no vídeo abaixo.

Este é o segundo aparelho lançado pela BlackBerry com o sistema Android do qual a empresa buscou um equilíbrio entre hardware e preço. Ele oferece Segurança, Privacidade e a Produtividade do BlackBerry juntamente com o ecossistema Android e com um preço mais barato para os consumidores finais.

Hardware do DTEK50

07a1191f-d4ef-48e0-bda2-df4991f4e2d9a

Como disse no vídeo, ao olhar para o aparelho, quem conhece, já viu um Alcatel Idol 4, é exatamente dai que a TCL – Parceira da BlackBerry que está produzindo, fabricando e divulgando os aparelhos atualmente.

Quando você tira o DTEK50 da caixa, a primeira coisa que você provavelmente vai notar é o peso, ou talvez a falta de peso. Com apenas 135 gramas, o DTEK50 é o aparelho mais leve que a BlackBerry oferece atualmente em sua linha. Além disso, é o mais fino com 7,4 milímetros ou 0,29 polegadas de profundidade. Há uma discussão a ser feita que, talvez eles deveriam ter adicionado uma bateria maior em vez de fazê-lo tão leve e tão fino, mas depois falamos disso.

Na parte frontal do aparelho, você encontra uma tela resistente a riscos, de 5.2 polegadas LTPS IPS, o display chega numa resolução de 1920×1080 e 424ppi. Como esperado, as cores no display são bem agradáveis e vívidas, o texto é claro e até mesmo perto não há distorção nos ícones. Mesmo na luz solar, que geralmente algumas telas ficam horríveis, o DTEK50 ainda é visível normalmente. Senti até uma melhor visibilidade no DTEK50 ao PRIV.

Ainda na parte frontal do aparelho, é onde você encontra os sensores de proximidade e sensor de luminosidade, bem como uma câmera de 8mp, e finalmente, a luz de notificação LED, que funciona como um flash frontal, ou seja, é possível tirar uma selfie noturno sem problema com a luz ambiente.

Houve várias perguntas sobre a luz LED, por isso vamos ser claro. Não é um diodo emissor de luz RGB, a única cor que você verá é a luz branca. Não é como nos outros que tem várias cores, vermelho, verde, azul e etc…, foi somente pensado na luz branca, então é a que tem nesse LED é a cor branca apenas. Ainda na frente você vai achar os alto-falantes integrados dual e o microfone duplo.

Veja uma galeria de fotos do aparelho:

6a2d2eb4-28b1-44cb-84cb-b3c5f6ec256d
e63f1f0a-cea9-4b42-8192-be75b3a29c7e
d87f76ed-ca9a-4c6a-bc88-b8fb1dcf18a6
d5574429-1370-417d-ac54-abda18854301
cae5fdaf-f8c7-40a2-be04-d5edb3b45d07 (1)
c733199e-6a1e-4ade-844b-a3109dab48de
c44f0a78-ad0d-496a-9b70-b43b15df8513
8162dc4c-8db7-444e-89c3-cfa1ea1ca897
608c922c-d2d7-4668-82da-60386b52693c
07a1191f-d4ef-48e0-bda2-df4991f4e2d9a

Em volta ao aparelho iremos encontrar, do lado direito, os botões de volume (volume + e volume -). Diferente do PRIV, não temos separações entre os botões, é um botão inteiriço e não tem a tecla PLAY/PAUSE.

Do mesmo lado direito, iremos encontrar, mais abaixo dos botões de volume, o botão de CONVENIÊNCIA – você pode configurar para abrir qualquer aplicativo ou tarefa. Encostado no botão CONVENIÊNCIA, iremos achar a gaveta do NANO SIMCARD e do CARTÃO DE MEMÓRIA (MICROSD DE ATÉ 2TB). Iremos, assim como o PRIV, utilizar uma chave de abertura, que já vem junto com o aparelho na caixa. O mesmo usado no PRIV e iPhones.

Do lado esquerdo, o único botão que iremos encontrar é o botão POWER (liga e desliga). Enfim, não achei estranho o botão POWER do lado esquerdo, até porque temos facilidades em acender a tela do aparelho com dois toques na tela (ao invés de usar gestos com o dedo como no BB10, deslizando debaixo para cima). É uma opção, claro !!

Na parte de cima, onde você vai ver o conector do fone de ouvido de 3,5mm, juntamente com alto-falante duplo (duas saídas estéreo). Qualidade por sinal excelente de som. São falante do viva-voz e o falante auricular. Já na parte inferior do aparelho a esquerda é onde encontramos o conector de carregamento e transferência de dados, MicroUSB 2.0. Não é USB-C como no PRIV. A porta MicroUSB do DTEK50 possui Quick Charge 2.0 para que você possa carregar o aparelho pra 50% em aproximadamente 50 minutos, de acordo com o manual do BlackBerry DTEK50. Além disso, também encontramos mais um alto-falante duplo do viva-viz – estéreo – qualidade muito superior ao PRIV.

Na parte traseira, é onde iremos ver que o aparelho é um BlackBerry, pois somente na tampa que vemos o logotipo da BlackBerry. Bem diferente do que estamos acostumados a ver (um logotipo prateado), dessa vez nós vemos um bem acinzentado – chanfrado da cor dos botões – que está bem apegado na tampa, praticamente da mesma cor da tampa, porém, diferente do DTEK60, ele é bem mais visível. A tampa eu achei ótima, serrilhada e de plastico meio emborrachado. Pra quem está preocupado com o DTEK50 ser escorregadio, eu não acho que vai ser uma preocupação. As bordas tem uma textura agradável de borracha anti aderente bem como a tampa não-removível com toque bem suave e agradável também em padrão criss-cross. Claro que não é tão boa quanto a do PRIV ou do Z30, mas você não vai ter problema em desliza-lo na sua mão.

Também atrás iremos encontrar a câmera de 13mp que possui recursos como fase de detecção de foco automático, DualTone com LED Flash e muito mais.

Veja um vídeo de apresentação das especificações do DTEK50

Como já observado, o DTEK50 obteve um equilíbrio entre o hardware e preços, por isso, temos aqui um dispositivo que é considerado “mid-range” (de gama média) quando se trata das especificações. Para algumas – bastante – pessoas, pode ser um pouco “falido”, mas há uma abundância de pessoas pelo mundo a fora que precisam desse tipo de aparelhos, portanto, se você é um cara chato pra configurações e quer um aparelho TOP de linha, precisa primeiramente deixar de ser um mão de vaca e chorão, para ai sim exigir uma configuração top de linha e ter o dinheiro pra comprar tal quesito.

Conheço muita gente, principalmente em nossos grupos, que chora e só sabe reclamar, mas no fundo é um pé na lama do cacete que não tem R$ 300 reais pra comprar uma tela quando quebra….

especificacoes-dtek50-blackberry-magazine

Bateria do DTEK50

bateria-dtek50-blackberry-magazine

Pra quem prestou atenção nos textos acima e, no primeiro vídeo do tópico, a bateria do DTEK50 é não-removível de 2610mAh que, de acordo com o manual de instruções, deve ter até 17h de vída de carga mista. Em meus testes ela durou até um pouco mais, alias, bem mais. Claro que em testes específicos de processamento de hardware um pouco mais pesado eu notei que o DTEK50 descarrega bem, principalmente em um jogo pesado que requer bastante do gerenciador gráfico, mas isso qualquer aparelho perde capacidade, principalmente usando Android no seu núcleo. Mas em uso constante, pra trabalho por exemplo, atendendo clientes no WhatsApp e BBM, e-mails com BlackBerry HUB e Gmail, acessando redes sociais como Facebook, Instagram e Twitter nas horas vagas, recebendo e fazendo ligações e tirando fotos, o aparelho durou um dia inteiro, no período integral (digo da hora que acordo das 6h da manhã até a hora que chego em casa, por volta das 20h. Ou seja, bateria 100% as 6h da matina, retirado do carregador, usando para trabalho conforme falei acima, as 20h da noite a mesma estava com 9%. Durou muito bem para um bom dia de trabalho.

Claro, não quero comparar a bateria dele com a do PRIV que durou bem mais, nos testes com o PRIV usando o mesmo horário durante o dia todo, ao chegar em casa o mesmo estava com 20%. Também não quero nem que chegue perto do meu Passport Silver, que eu uso no meu dia-a-dia e o mesmo chega a durar mais de 22h sem carregar em uso como informado acima (tirando o facebook, do qual eu não acesso no BB10). De resto faço tudo e bom uso do Passport e a bateria dura que é uma beleza, por exemplo, agora são 19h44m da noite e o meu Passport está em 36%, então está muito bem para um dia de trabalho contínuo.

Para um aparelho extremamente fino e leve, a bateria aguentou tempo suficiente durante um dia de trabalho cansativo. Creio que para a maioria das pessoas que precisam de algo rápido e que dure pelo menos o dia de trabalho, ele vai suprir as necessidades, em se tratando de um aparelho “mid-range”, suprirá bastante suas necessidades.

Câmera do DTEK50

camera-dtek50-blackberry-magazine

A câmera do DTEK50 não é uma das melhores, mas também não é das piores. A câmera traseira equipada com 13 megapixels (igual do Passport) e, com apps bons de câmera que a loja do Android oferece, podemos adquirir fotos de boa qualidade, principalmente em um clima claro, como o dia em um local aberto como um parque, praia ou campo. Em se tratando de climas mais escuros e fechado, ele não perde o foco, mas claro que a qualidade sai horrível dependendo do ambiente em que se encontra. Mas com uma iluminação certa, podemos tirar fotos de boa qualidade. Abaixo mostro algumas fotos tiradas nesse DTEK50 em alguns lugares e ambientes diferentes, inclusive algumas fotos eu peguei de outro blog que fez testes de câmera também, então está tudo junto e misturado ok?

IMG_20170117_1150575
IMG_20170117_1150493
IMG_20170117_1150355
IMG_20170117_1150203
IMG_20170117_1150085
IMG_20170108_1943191
IMG_20161226_0958287
IMG_20161226_0958241
IMG_20170128_0928550
IMG_20170117_1151252

Agora, o que fiquei impressionado com a câmera frontal. Veio bem atraente e com 8 megapixels e faz com que a câmera frontal do PRIV, que é de 2 megapixels, mais lixo do que o normal. Fiquei surpreso mesmo com alguns resultados da câmera frontal, além, é claro, do flash frontal, ou seja, em um ambiente meio escuro para se tirar uma selfie – modinha hoje em dia – você não vai ficar na mão.

No quesito gravação de vídeo, o DTEK50 pode gravar até 1080p de vídeo em várias taxas de quadro. Infelizmente não tem uma gravação 4k como a do PRIV, mas já era o esperado.

Em geral, os resultados de vídeo estão a par com os resultados da câmera. Não é perfeita, mas boa o suficiente para criar e gravar um vídeo de família e no final sai um resultado bastante aceitável.

Veja os pixels e quadros que são compatíveis nessas gravações de vídeo:

1080p / 60fps
1080p / 30fps
720p / 60fps
720p / 30fps

Só para concluir esta parte, a câmera é realmente aceitável, em se tratando, novamente, de um aparelho mid-range, o app de câmera padrão já possui bastante configuração interessante que você pode utilizar para melhorar mais suas fotos e vídeos, basta saber onde fazer. Usando apps da loja você pode melhorar ainda mais essas definições. Pena não ter um botão a parte para usar como obturador da imagem, mas isso não atrapalha a usabilidade do bixinho.

EDITADO EM 08/02/2017: A gravação de vídeo dele, em um ambiente sem muita iluminação fica um pouco estranha e a qualidade perde muito. Em se tratando de gravação, a voz fica muito baixa, portanto, a gravação de vídeo do aparelho não é uma das melhores e a voz fica péssima.

Mais sobre o DTEK50

mais-dtek50-blackberry-magazine

Bom, o DTEK50 é muito básico nas especificações. Não tem muito o que se falar dele. Não é um aparelho ruim, bem pelo contrário, o preço dele é bastante acessível e que compete com suas configurações. Infelizmente estamos no Braziil zil zil, e tudo aqui chega caro devido aos altos impostos e, em consequência, as lojas ou o pessoal que traz de fora acaba vendendo mais caro e aproveitando-se disso, eles acabam metendo a faca e querendo mais dinheiro.

Como disse, não é um aparelho ruim, o processador é um Snapdragon 617, com memória RAM de 3GB e um aparelho que pode atender muita gente. Eu particularmente conheço muita gente e clientes que ainda usam o Moto G 1, e adoram. O DTEK50 é um aparelho bem superior ai Moto G 1, então pense. Aparelho que servirá de inicio para muitas pessoas, pense no DTEK50 como um aparelho de entrada. O problema é o marketing da BlackBerry que é fraco e, nem as operadoras do Brasil e em outras partes do mundo sabem dele, pois o MARKETING É FRACO. Um aparelho robusto e cheio de marra, mas claro que suas configurações e especificações vão acabar engasgando em algum aplicativo e/ou jogos mais pesados.

Se comparando este modelo ao PRIV e ao Passport, aparelhos que uso atualmente, claro que o DTEK50 perde muito, o preço é menor, porém ele acaba perdendo também em outras funcionalidades. Já vi alguns reviews, gringos, por ai que dizem perder a capacitância nos falantes em ambientes mais abertos e tal, mas eu discordo. Não perde não, o falante dele é bem agradável sim e não deixa a desejar em ambiente aberto, tanto o alto-falante quanto o falante auricular, da-se para falar e ouvir numa boa quem estiver do outro lado da linha. O sinal da operadora, pelo menos pra mim em todos os lugares que fui, não perdi nenhum, tanto dados quanto sinal de operância mesmo. Isso que eu andei em vários lugares com ele para testar mesmo e realmente o aparelho suportou mudanças de redes e operou perfeitamente dados e audio.

Aqui no Brasil eu testei na operadora TIM e VIVO apenas, não fiz teste na CLARO nem OI pois não utilizo essas operadoras. Tive bons sinais. Em outras redes como WiFi a rede funcionou perfeitamente no 802.11b/g/n/ac, bem como GPS e NFC, além do Bluetooth.

Modelo a comprar para funcionar no Brasil (Modelo STH100-X)

Para quem quiser adquirir um, eu estou com o modelo STH100-2, do qual tive sinal de 4g perfeitamente nas duas operadoras que eu usei, porém, para as especificações recomendam-se a compra do modelo STH100-1 do qual é compatível com a frequência 4G no Brasil e a STH100-2 é a que funciona para os Estados Unidos e semelhantes. Acho que ambas funcionam bem por aqui então não tem que se preocupar com isso, pelo menos pelos meus testes.

Em outras coisas…

Pra quem ta preocupado em saber se ele é compatível com o USB OTG, não fique triste. SIM, ele é compatível. Baste ter o cabo OTG e pode usar um Pendrive no seu aparelho normalmente. Fiz os testes, funciona perfeitamente, bem como no PRIV, Passport e alguns outros.

SOM !!!

O alto-falante é ótimo, foi uma das principais características que eu notei. A qualidade é impecável, em estéreo e em bom som, como você pode perceber no vídeo que fizemos. A qualidade é muito boa mesmo achei formidável. Possui um app chamado Waves MaxxAudio que atua como um aplicativo de atualizador para todo o aparelho e também uma aplicação de rádio FM que funcionam quando os fones de ouvido estão conectados no aparelho. Grande utilidade.

TELA

Nítida e perfeita, seus ícones trabalham em perfeita harmonia e a qualidade é ótima. O display tem o modelo de um IPS LCD capacitivo touch, com 16M de cores, multitouch com vidro Gorila Glass resistente a riscos e com revestimento oleofóbico, capaz de repelir a gordura das marcas de digitais… bagulho é louco !!

FINALIZANDO…

Nos rumores de lançamento de outro aparelho com Android, sendo ele o DTEK50 após o PRIV, tiveram muitas especulações e não estavam realmente certo do que esperar para um resultado final. Como se pode ver, o DTEK50 é um dispositivo de aparência agradável e bonito, além de aguentar bastante o tranco, embora não possua todos os recursos mais recentes e melhores do que poderia ter, até por ser um aparelho de gama média, muitas pessoas ficaram chateadas por ele não possui um sensor de impressão digital, porém essa nunca foi a intenção da BlackBerry (vide review do DTEK60 em breve).

Sua intenção com o DTEK50 era liberar um bom equilibrio entre o hardware e o preço (no lançamento por volta de $ 299 USD), é um preço bastante acessível no mundo todo para um aparelho como este.

O aparelho pode ser encomendado na ShopBlackBerry.com, nos Estados Unidos, Canadá, Reino Unido, França, Alemanha, Espanha, Itália e Holanda e pode ser também adquirido em outros canais ao redor do mundo por ljas de eletronicos e operadoras, incluindo Rogers, Bell, Telus, WIND, Videotron e SaskTel, além da Movistar (que eu uso para este review). Nos USA está disponível na Best Buy, B & H e Amazon.

Aqui no Brasil, você pode adquirir no nosso parceiro ProtectPhone (www.protectphone.com.br) com 1 ano de garantia e suporte técnico por BBM e WhatsApp.

No Brasil também você tem assistência técnica especializada com a BlackBooster.

Veja nossa qualificação sobre o aparelho:

prosPrós:

  • A tampa é anti aderente, ou seja, não vai escorregar da sua mão, o aparelho inteiro em sua carcaça é anti aderente então não teremos problema com isso.
  • Levíssimo, pesando 135g, o aparelho é uma pena, perfeito.
  • Fino e incrível, pegada boa por ser fino e sua digitação no teclado virtual achei bastante eficaz e tranquila (pra quem está acostumado e ainda prefere o teclado físico QWERTY, até que me sai bem usando).
  • Boa experiência com o sistema operacional Android e seus apps do BlackBerry nativos.
  • Atualizações de segurança contínuas e rápidas. Toda semana praticamente ta saindo algum patch de segurança. Muito bem =)
  • Tela bem nítida e boa de visualizar, emails, redes sociais e jogos…
  • Câmera frontal com 8mp foi uma ótima jogada e incluindo flash frontal também, achei bastante interessante para um aparelho mid-range.
  • Conector USB com Quick Charge 2.0 (mas não vem com o carregador na caixa, é preciso comprar por fora).

contrasContra:

  • LED de notificação só tem uma cor, a cor BRANCA, ou seja, não temos outras cores RGB como nos outros modelos, contente-se apenas com uma cor de LED.
  • Não tem botão PLAY e não há separação entre os botões de volume, além de ser um pouco mais duro do que estamos acostumados e fica meio confuso, pois tem que colocar um pouco mais de força do que o normal para seleciona-lo.
  • Apesar do display ser bastante nítido em cores vivas, eu acho que ele perde um pouco a eficácia do toque, em alguns casos nos testes senti que tinha que tocar 1 ou 2 vezes para abrir um aplicativo, ou seja, parece vir com algum tipo de problema, ou uma falta de calibragem.
  • Memória de 16GB não da pra quase nada, diferentemente do PRIV, este DTEK50 eu instalei poucas coisas que utilizo e já percebi que estava com 3GB livre, ou seja, de 16GB eu já enchi 13GB com quase nada, tudo é pesado pra Android, isso é uma grande porcaria, pouca memória, teria que ser pelo menos 32GB, apesar da memória MicroSD, mas muitos apps não da pra jogar no cartão de memória então acaba atrapalhando e limitando nosso aparelho.
  • Não gostei da gaveta onde se coloca o SIMCARD e o MICROSD (CARTÃO DE MEMÓRIA), pois ao retirar a gaveta, sai os dois juntos, ou seja, se você precisa retirar o Cartão de Memória, infelizmente vai perder o sinal da rede neste momento até voltar. Poderia ser independente cada um no seu espaço, mas acho que pra economizar e baratear o aparelho fizeram dessa forma. Eu não gostei.
  • A gravação de vídeo dele, em um ambiente sem muita iluminação fica um pouco estranha e a qualidade perde muito. Em se tratando de gravação, a voz fica muito baixa, portanto, a gravação de vídeo do aparelho não é uma das melhores e a voz fica péssima.
  • Dificuldade em achar peças… mas logo isso se resolve.

Enfim galera, chego no fim de mais um review..

Fiquem atentos, se inscrevam em nosso canal no Youtube, Curta nossa página no Facebook, Siga o nosso Twitter e fiquem atentos a todas as nossas publicações.

Comente galera =)

banner-bbmagazine-blackbooster