Falae galerinha

Chegou a vez do review do mais novo e ótimo BlackBerry DTEK60, pra mim até agora o melhor com Android…

Pra começar, antes de mais nada, veja o vídeo que fiz sobre ele, básico, com algumas especificações externas do aparelho e, mais abaixo, o texto completo do restante das especificações mais explicado.

Ps.: Peço desculpas pela qualidade péssima do vídeo principalmente do áudio, eu filmei usando o DTEK50, achei que ia ficar bom mas ficou uma porcaria, porém fiquei com preguiça de filmar de novo com outro aparelho, mas da pra entender. A qualidade de som eu dei uma melhorada na hora de editar o vídeo então da pra ouvir melhor do que ver. Desculpem também pelos erros rsrs, faz parte quando se filma assim ao vivo no improviso..

ERRATA: no vídeo acima, nos 7 minutos, eu falo que o Cartão de Memória é expansível até 256gb, mas errei, ele é expansível até 2tb.

O DTEK60 é o irmão mais velho do DTEK50, com certeza com maior experiência e mais cultura na bagagem do que seu irmão caçula, o mesmo combina seu hardware potente com o sistema Android seguro da BlackBerry…

Este é o terceiro aparelho com Android, da BlackBerry e, de todos os três que passaram pelas minhas mãos, este foi o que achei mais potente. Claro que o seu design é bem atraente também em se comparando com o PRIV por exemplo. Não digo o mesmo do DTEK50 pois eu gostei também dele, principalmente pelo seu peso super leve, mas por ser um aparelho de baixo custo, sua performance deixa muito a desejar, mas é um aparelho que estou recomendando como aparelho de entrada para alguns clientes que precisam de praticidade e segurança e que não exige muito desempenho e capacidade interna.

Enfim, aqui vamos falar do DTEK60 e, pra falar a verdade, desde que comecei com o BlackBerry Magazine, eu nunca imaginei falando de um aparelho da BlackBerry que rodaria Android, isso era uma coisa que não passava pela minha cabeça que iria acontecer e, vejam só, aconteceu, a BlackBerry adotou o Android como seu sistema operacional nativo e, infelizmente galera, não sei se vão continuar com o BB10. Falo isso com o coração pesado e com os olhos lacrimejando (uii), mas não podemos tapar o sol com a peneira e devemos encarar os fatos de que a BlackBerry não tem em mente desenvolver mais aparelhos com BB10, os que estão largados pelo mundo vão sim continuar tendo suporte – creio eu – por um bom tempo, mas que vai vir aparelhos novos com o sistema, eu acho bem difícil de acontecer por um longo tempo… mas, espero que EU esteja errado.

Toque rápido que dou falando do DTEK60, é um aparelho high-end, ou seja, possui ótima performance que pode se comparar com outros aparelhos top de linha. Em testes efetuados, na internet mesmo você acha, podemos ver comparações do DTEK60 com os mais tops como iPhone 7s, Samsung S7, Google Pixel e tal.. No próximo tópico irei colocar esses vídeos comparativos do DTEK60 com outros modelos e vocês vão ver nos testes de velocidade que ele não deixa a desejar, inclusive até é mais rápido em alguns quesitos ou na abertura de alguns aplicativos e games.

Hardware do DTEK60

db40a88b-d6c5-4fdc-9ffe-6236709b90f3

Bom, como eu mencionei no vídeo, a primeira coisa que notamos ao pegar o DTEK60 é que ele possui praticamente a mesma aparência do DTEK50, claro que algumas coisas mudam como o tamanho, o peso (principalmente o peso), a tampa –  também realmente diferenciada – entre outros fatores que vamos falar aqui pra você, incluindo é claro, sua carenagem.

Falando do peso, ele vem com 165g – 30 gramas a mais do que o DTEK50– isso se dá ao fato de ele ser praticamente todo de vidro, mas o peso não é nada que vá atrapalhar.

Na frente do DTEK60, temos uma tela de 5,5 polegadas que parece meio curva – mas é apenas ilusão – ele apenas da a aparência de ser curva mas nada mais do que uma linha sinuosa que da essa ilusão e o visual de curvo.

Essa tela de 5,5 polegadas é um display AMOLED com resolução de 2560×1440 que equivale a 534PPI. Seu brilho é perfeito e pra ser sincero é uma das telas mais brilhantes já equipadas em um aparelho BlackBerry (claro que lembra a brilhosidade do DTEK50 também), e digo que é mais nítida e brilhante do que a tela do PRIV. As cores são bem claras e vivas, o preto é mais agradável e mais profunda. Não tenho do que me queixar dessa parte, porém só achei que ela puxa um pouco o reflexo de outras partes, não é como se fosse uma tela fosca, mas uma película fosca, e de vidro, ajuda bastante e recomendado nessa parte. Pra quem usa, recomendo também deixar o brilho menos de 50% que você não vai perder a claridade. Até porque se deixar o brilho em nível alto, vai se tornar um grande assassino de bateria.

Continuando na parte frontal do DTEK60, na parte superior iremos encontrar o LED (que só vai piscar em vermelho pra você) e em todas as notificações, somente na cor RED, bem como o somente BRANCO encontrado no DTEK50 do qual já me acostumei, mas o vermelho é bem vindo. Ainda assim não é RGB – o porque eu não sei – que é lamentável pois poderiam manter o padrão RGB, mas não é um problema também vai.

Se você gosta de tirar selfies, encontramos também a câmera frontal equipada com 8mp e foco fixo que suporta gravação de vídeo de 1080p a 30fps e tem um flash também pra iluminar seu rosto em ambiente mais escuro. A mesma qualidade e capacidade da câmera frontal do DTEK50 iremos encontrar aqui no DTEK60 e ambas estão a quilômetros de vantagens em cima da câmera frontal encontrada no PRIV.

f1f472a7-05cc-44a6-b6c4-e440657dfe60

Também encontraremos os sensores frontais de luminosidade e de proximidade na parte superior do DTEK60. Além é claro das saídas de som, onde o mesmo na parte superior funciona como falante auricular (de ouvido em uma ligação) e também como alto-falante (viva-voz) e a qualidade é uma das mais nítidas, possuindo também duas saídas de som tanto na parte frontal quanto na parte traseira dando aquele som de alta qualidade (equiparando-se ao som do Z30, Passport e/ou DTEK50). Mais acima, na parte superior da borda, iremos encontrar a entrada do fone de ouvido de 3,5mm.

Os mesmos padrões de botões vieram equipados no DTEK50/DTEK60, então, olhando de frente para o aparelho, do lado esquerdo iremos encontrar o botão Power no topo e mais abaixo do botão iremos encontrar a gaveta/slot do Cartão de Memória e do CHIP NANO SIMCARD. O slot para MicroSD (Cartão de Memória) vem com capacidade para um cartão de até 2tb (terabytes).

Do lado direito iremos encontrar o botão (único) de volume (+ e -) sem encontrar o botão Play e também não possui divisórias, e mais abaixo encontramos o botão de conveniência do qual pode ser configurado para abrir qualquer aplicativo ou função interna no sistema.

obs-dtek60-1Na parte inferior do DTEK60 iremos encontrar, também, as duas saídas de som que encontramos na parte superior, porém ela é somente alto-falante e tem qualidades semelhantes de um som criado pela JBL, qualidade muito alta e modo estéreo, de alta qualidade que para assistir um filme ou ouvir uma música não deixa nada a desejar. A entrada de áudio (do microfone).

Outra grande diferença é o conector USB, sendo uma das mudanças mais significativas, em se tratando de hardware, é o que você vai ver no conector USB, que é um novo modelo dos próximos smartphones do mercado, o USB Tipo-C que para muitos vai ser uma grande tristeza devido a complexidade e o valor do cabo, porém a partir de então será o modelo padrão para os próximos. Eu já recebi vários aparelhos (de outras marcas) com esse tipo de conexão. Os modelos Nexus hoje são todos USB Tipo-C. Mas no DTEK60 vem o cabo e o carregador Tipo-C então não se preocupe com isso. Hoje em dia em qualquer lugar que você vai, você encontra os carregadores do tipo normal Micro USB, mas, depois de adquirir um DTEK60 você vai ter de carregar seu carregador pra onde for e parar de depender dos outros…

Abaixo deixo algumas imagens do DTEK60 que tiramos por aqui:

tampa-dtek60-skin
db40a88b-d6c5-4fdc-9ffe-6236709b90f3
df511129-3620-41c5-b454-7d557ba3c6b4
d277ea2c-0d4c-4ac7-a795-16aecd324298
cb7cc568-f95c-443d-8a52-a5ce708289d4
aebf6178-a666-4d30-af8e-92859d790c44
816a3ff7-3d22-4c33-9a59-8224c77dd4bd
624be9a6-9fe1-4e34-a01b-bf12e4bad050
92ed7bcf-4af4-4837-9897-aebdac7bdd89
3ac1d889-44d4-4406-b1e7-97912cdfd0b2
00f29dcd-5ea3-47c8-b8d8-9b1a3b04db03
e1c12c54-32ac-4b22-a58b-f4d6ce1a9d50

A tampa de Vidro do DTEK60

tampa-dtek60-vidro

Olhando a tampa, de cara vamos ter alguma coisa semelhante com os Samsungs Galaxys S6 e S7. A tampa do DTEK60 é totalmente de vidro do qual achei que não precisava disso mas, a TCL quis inovar (ou copiar), não achei a ideia muito boa não, deixou o aparelho mais pesado. Poderiam ter usado um material mais leve, bem como a tampa do próprio Classic ou do PRIV também.

Na tampa tem o único lugar que você vai ver que tem o sinal claro de que este é um aparelho BlackBerry. Com o logotipo um pouco timido e apagado (meio acinzentado claro).

Para quem está se perguntando se o DTEK60 é escorregadio para segurar, a resposta é, SIM. Se a sua mão estiver um pouco suada então, DEUS ME LIVRE, é vidro na frente e vidro atrás, e bem liso mesmo, escorregadio. O que da pra ter um apoio é na sua lateral prateada, a tampa é realmente suave. A menos que você tenha uma mão de pedreiro cheio de calos e pegajosa, você vai querer usar algum tipo de skin que vai diminuir esse bastante o tipo de queda para ele.

Se você não encontrar uma película fosca também para colocar na tampa, você encontra películas tipo skins, tanto para a tampa quanto para as laterais do aparelho também, veja na imagem:

tampa-dtek60-skin

Mesmo a tampa sendo escorregadia, eu até achei agradável. Não usaria nada ali para tampar essa parte, deixaria ele seco, a única proteção que eu colocaria seria na tela uma película de vidro para evitar uma possível quebra na hora de alguma queda, então recomendo você avaliar bem suas intenções.

Deixar o aparelho sem nenhuma skin vai mostrar seu verdadeiro EU que ele traz. É bonito e elegante. Procure no eBay que você encontra várias proteções, inclusive transparentes, que não deixa, a única marca da BlackBerry, desaparecer.

CONTINUANDO…

Na parte traseira também vamos encontrar a câmera. Um outro grande diferencial que veio neste modelo, com 21MP e possui recursos como Fase de Detecção Auto Focal, DualTone LED Flash e muito mais. Mais abaixo algumas imagens de fotos tiradas com esta câmera.

Além da câmera, vamos encontrar a grande novidade, um leitor de impressão digital, embora a BlackBerry tenha tomado umas patadas e críticas por não ter adicionado essa função anteriormente, resolveram tomar vergonha na cara e colocar essa função, que torna o aparelho ainda mais seguro, pois é possível configurar sua impressão para desbloquear seu telefone, acessar o Password Keeper e até mesmo fazer compras com o Android Pay, se você usa pra isso.

obs2-dtek60-sensor-digitalVocê pode adicionar até 5 impressões digitais que são armazenadas e criptografadas através do software e em meus testes, o sensor de impressão uma vez configurado, é muito rápido para seu desbloqueio. A única reclamação que eu tenho é na hora de configurar, demora um pouco pois precisa ficar adicionando o dedo várias vezes até fechar o circulo de detecção total. Bom, essa parte precisa ser muito bem estudada e analisada e melhorada nos próximos modelos, se assim forem colocar, pois eu achei, em alguns testes, que ele acaba não detectando com perfeição sua digital e, em alguns casos, eu fiquei tentando, tentando até ele achar a posição correta. Mas mesmo configurando várias e várias vezes as posições da digital, ele acabou pecando na detecção com facilidade.

Especificações do DTEK60

specs-dtek60-bbmagazine

No DTEK50 a BlackBerry procurou um equilíbrio entre hardware e preços e por isso, temos um dispositivo que é considerado “mid-range”, como falado no review. Para o DTEK60, no entanto, a BlackBerry aumentou os preços um pouco e por isso temos um dispositivo considerado como ‘high-end” quando se trata de especificações. COmo falei, ele compete frente a frente com o iPhone 7, por isso digo e repito, o DTEK60 é o aparelho mais poderoso da BlackBerry com Android até o momento, até porque sabemos que as especificações não significam nada se o software do aparelho não for otimizado para o hardware do mesmo e, felizmente, isso não é problema no DTEK60.

O Android, do qual a BlackBerry vem trabalhando, é bem leve e potente, sem muita frescura e enfeite, porém até o momento eu ainda não falei muito dele por aqui no blog, mas é um tópico que estou preparando especialmente para um momento mais importante, em breve irei soltar na rede e linkar nos reviews adjacentes.

Sensor de Impressão Digital – DTEK60

sensor-impressao-digital-dtek60-bbmagazine

Talvez um dos destaques deste aparelho foi a adoção de um sensor de impressão digital. Como observei anteriormente, o sensor de impressão digital traz mais segurança no quesito de desbloqueio do aparelho, incluindo acessar o Password Keeper e até mesmo fazer compras com o Android Pay (se disponível). Você pode adicionar até 5 impressões digitais que são armazenadas e criptografadas através do software e, nos meus testes, o sensor acabou deixando a desejar um pouco, mas funciona perfeitamente.

Digo, deixou a desejar, pois em alguns casos eu senti que ele não pegava direito a impressão, tendo que ficar um bom tempo tentando até desbloquear, mas ele funciona sim sem problema. Pode ser que tenha acontecido somente comigo nos testes, mas tudo certo, nada de frustração por aqui, no geral, estou satisfeito com o sensor e se os rumores estiverem corretos, o sensor será adicionado também nos próximos aparelhos BlackBerry.

A Bateria do DTEK60

bateria-dtek60-bbmagazine

As baterias não-removíveis em um smartphone hoje em dia esta se tornando padrão, e a BlackBerry parece que vai manter este padrão também em todos os seus próximos smartphones.

Não é diferente no DTEK60, que vem chumbado uma bateria de 3000mAh que tem capacidade suficiente para aguentar um grande período de tempo. Em meus testes até me surpreendi com a sua potência. Achei que fosse quebrar a cara como aconteceu no DTEK50, mas não. Ele suportou muito bem um dia inteiro de muito trabalho duro e, mesmo não sendo usado, percebi que ele consome bem menos bateria. Pois os testes que fiz foi praticamente o mesmo que efetuei no DTEK50 e efetuo em todos os aparelhos dos quais eu faço review. Deixo o aparelho carregando durante a noite toda e pela manhã, ao levantar, desconecto do cabo e começa então a sua batalha pela vida útil da bateria durante aquele dia. Retirei do carregador no meu teste no dia as 6:30 da manhã. O aparelho suportou o dia todo de trabalho, e-mails, telefonemas, BBM e WhatsApp, bem como Instagram e Facebook, até mesmo um joguinho na pausa para o almoço, para minha surpresa ao chegar em casa as 21h o aparelho estava com “pasmem”, incríveis 30% de bateria, ou seja, ainda fiquei usando o mesmo até umas 23h e senti que ele até deu uma pequena aquecida na tampa (de vidro) e vi que estava nos 17% de bateria. De qualquer maneira ao ir dormir eu não coloquei para carregar, ficou ligado durante a noite toda em stand-by e, ao acordar no outro dia, mesmo horário, 6:30, o aparelho ainda estava com 4% de bateria, ou seja, mesmo em stand-by consumiu bateria porque deixei ele ligado conectado no Wi-Fi na minha casa, em rede 4G da TIM e com os apps abertos de background, claro que isso iria consumir mesmo sem eu estar usando. Mas que durou bem ele durou. Não posso comparar com a bateria do BlackBerry Passport, pois não tem igual, mas ela pode facilmente chegar ali próximo, bem próximo, ao PAssport.

O interessante, independente do caso, é ter um carregador Quick Charger 3.0 que vai te poupar um grande tempo o aparelho ligado na tomada.

Só reiterando o textão acima, nos meus testes eu mantive o brilho da tela em 80%, gosto da tela bem clara e nítida.

Câmera do DTEK60

camera-dtek60-bbmagazine

Esse é um tema ainda muito discutido quando se trata da câmera do BlackBerry, do qual na maioria das discussões vê-se falando em torno da qualidade e muito se tem falado da qualidade da câmera do DTEK60 em comparação aos outros dispositivos do mercado.

O aplicativo de câmera que a BlackBerry oferece no DTEK60 oferece uma ampla variedade de recursos internos, como filtros, acesso rápido e configurações avançadas, como flash, relação de aspectos e HDR, entre outros. Além disso, há uma abundância de opções manuais como o app BlackBerry Câmera para aproveitar também.

Para fotos, o DTEK60 faz uso de um obturador de 21MP com Auto-Focus, DualTone Flash (flash duplo traseiro), qualidade excepcional em HDR, entre outros. Além disso, na frente temos uma câmera de 8MP capaz de tirar ótimas selfies, principalmente que o mesmo vem com flash frontal.

No quesito vídeo, o DTEK60 pode gravar em 4k (bem como o PRIV) em várias taxas de quadros, mas tendo em mente que, a fim de alcançar plenamente o que você precisa de qualidade perfeita, é necessário um cartão de memória classe 10 compatível com essa tecnologia a fim de suportar a gravação, se não vai ter seus vídeos pipocando, travando e até com erros.

Veja os quadros de gravação usados no DTEK60:

  • 4K / 30fps
  • 4K / 24fps
  • 1080p / 60fps
  • 1080p / 30fps -1080p / 24fps
  • 720p / 60fps
  • 720p / 30fps
  • 720p / 24fps

O DTEK50 é uma porcaria em se tratando de filmagem, como viram o vídeo do review que eu fiz, foi filmado nele, não gostei nada.

Outra coisa boa no app de câmera é que inclui o foco antes da captura, que permite tirar a foto depois que ele estiver em foco total. A BlackBerry diz em nota que pode ser que diminua o tempo de captura e sim, é verdade, porém é mais rápido do que os aparelhos anteriores que suporta este recurso.

Há também a detecção de face, que faz exatamente o que promete e funciona razoavelmente bem, embora você pode desativar a qualquer momento. Para vídeos, há a estabilização de vídeo aprimorada para ajudar a suavizar alguns solavancos em seu vídeo, mas na gravação não tive problema com solavanco, e a qualidade do som ficou muito superior ao do DTEK50, sem comparação.

As capacidades da câmera são muito subjetivas. Para um profissional que trabalha na área de foto/filmagem até que não vai reclamar da qualidade das fotos e dos vídeos, ainda mais usando aplicativos que ajudam a melhorar ainda mais essa performance. Eu não sou profissional, mas gosto de tirar fotos de paisagens e sempre que estou perto de uma paisagem boa eu tiro sem pestanejar, portanto, tirei algumas fotos – não de paisagens pois não tive tempo – mas de algumas coisas e lugares onde passei para vocês verem a qualidade da câmera se é boa ou não, vejam abaixo a galeria de fotos tiradas com o DTEK60:

e16e656b-ddad-4e40-8e2b-e626e9ccbd93
1810b367-98a9-46c0-a95b-76123b04b871
c1249bf8-eda5-4b64-8f40-34d91337cdfd
0fafff5a-eb10-40f0-8f50-f89c626684d5
39aaa227-bd1c-4fd0-8abf-f984079bfdf5
12df93c8-ee77-406a-909b-d5057eeac6db
83493e10-bd2a-4fa6-82c2-814c53097080
c8ea90d6-d2f0-4411-a5e0-3eded07c2f86
295a299a-cc46-4996-9690-76a5a3cadc63

clique sobre as imagens para ampliar no seu tamanho original

Experiência com o DTEK60

experiencia-dtek60-bbmagazine

Bom galera, isso é tudo o que eu tenho pra falar do DTEK60. Equipado com Snapdragon 820 e 4GB de RAM o aparelho realmente é potente.

Os jogos funcionam com gráficos perfeitos e ele aguenta o tranco de jogos pesados. Eu instalei um jogo bem pesado nele e senti sim que a tampa dava uma esquentada, mas não travava nenhum momento.

Vou mostrar abaixo um teste que achei no youtube do teste de velocidade entre ele e o iPhone 7 Plus, veja:

Bom, geralmente falo nos reviews do aparelho em si, especificações, características e tudo mais. Agora, já no final, vou falar de como é usar o aparelho no dia-a-dia e o DTEK60 se saiu muito bem. Fiquei ligado nele com a rede da VIVO em 4G fulltime e ele se comportou bem, o navegador chrome tem uma engine bem rápida, a audição nas conversações e chamadas são muito boa e a qualidade do som impressiona mesmo, é um som estéreo, e o viva-voz dele também é bem alto (superou até o DTEK50 pra falar a verdade, que eu já achei que tem uma qualidade de som boa).

Também testei todas as suas conectividades como GPS com o Waze, o WiFi também que funciona super bem, testei em 4 redes diferentes e 3 tipos de segurança e todas funcionou perfeitamente. Inclusive o NFC também que, que apesar de poucos usarem, eu já sou bastante adpeto a esta técnologia, uso sempre e prefiro para troca de dados entre os smartphones sempre utilizo, acho que sou um dos poucos que ainda usam essa tecnologia que deveria ser mais fuçada pelo pessoal de TI e pesquisadores, inventores e etc…

Finalizando…

finalizando-review-dtek60-bbmagazine

Bem galera, chegando ao fim de mais um review aqui no BlackBerry Magazine quero falar que, o DTEK60 superou as minhas expectativas mesmo. É um aparelho que eu ando recomendando pra muita gente sem passar vergonha.

Se você é um usuário do PRIV que usa mais o touch do que o teclado físico e está afim de pegar um smart mais potente, recomendo pegar o DTEK60, sem dúvida não vai te deixar na mão, por ser um aparelho high-end, é muito potente e bate de frente com esses aparelhos top do mercado hoje em dia.

Se você é um usuário do DTEK50 e gosta muito do aparelho mas acha ele fraco e pretende pegar um mais potente, vai pro DTEK60 que não vai se arrepender também, pelo contrário, vai te deixar muito satisfeito e por um bom tempo.

Claro que, estamos aqui falando do aparelho em SÍ, digo, não dizendo do Android. Eu acharia muito bom se esse aparelho estivesse carregando o BlackBerry 10 com o Runtime do Android mais atualizado e com suporte ao Google Service, ia ser uma mão na roda.

Eu ultimamente venho tendo contato com muitos usuários de BlackBerry, tanto os antigos quanto os modelos novos (OS7 e BB10) e muitos dizem que não gosta do Android, muitos mesmo. Ninguém gosta disso, eu particularmente ainda utilizo meu Passport para trabalhar e supre todas as minhas necessidades, claro que vai muito de pessoa para pessoa e cada um tem uma opinião. Mas vendo a opinião de outras pessoas que converso, usuários fanáticos tanto de BlackBerry quanto de Samsungs, iPhones e tudo mais. Esses usuários de Samsungs e iPhones que já tiveram a oportunidade de mexer no BB10, ficam impressionados com a fluidez do sistema, bem como que não trava nem da um leg sequer. Claro que iOS também é bem difícil ver travando, mas o estilo não se compara ao BB10 e a segurança também não.

Quando falo com meus clientes, tanto os mais novos quanto os mais velhos, eu mostro os novos modelos do BlackBerry com Android, o PRIV e o DTEK e as pessoas falam “Nossa, bacana, mas sinceramente, já estamos tão acostumados com o design da BlackBerry, que esse modelo novo não impressiona tanto, apesar é claro de ser bonito”. Eu tenho a mesma opinião infelizmente. Claro que, o PRIV ainda traz o emblema – nome – BlackBerry na frente, mas se formos ver esses DTEK, eles não trazem nada além do simbolo na tampa. O nome BlackBerry só aparece quando liga o aparelho e já era. Nem o novo Mercury (DTEK70) vem o nome da BlackBerry, do qual deveria aparecer sim. Está sumido como o iPhone que não mostra o nome, só mostra a maçã, o BlackBerry só ta vindo agora com o simbolo na tampa e tchau, obrigado !!!

Enfim, sobre o aparelho, super recomendo, pra quem precisa de algo potente, o DTEK60 com certeza vai suprir suas necessidades, mas não compre achando que vai ter a mesma fluidez do BB10 ok???

Veja nossa qualificação sobre o aparelho:

prosPrós:

  • Android mais atual, 6.0.1 (Claro que poderia vir com o Nougat, mas vai ter atualização pra ele, provavelmente)
  • O teclado virtual também achei bom, grande e não atrapalha na digitação
  • Tela grande e boa de mexer e cabe no bolso tranquilamente
  • Flash frontal para câmera frontal (bom para selfie)
  • Câmera de ótima qualidade, 21mp traseira e 8mp frontal
  • Sensor de Impressão Digital na tampa, grande destaque
  • Leve, se comparado ao PRIV, pesa apenas 165 gramas
  • Também é fino como o DTEK50
  • Boa experiência com o sistema operacional Android e seus apps do BlackBerry nativos.
  • Atualizações de segurança contínuas e rápidas. Toda semana praticamente ta saindo algum patch de segurança. Muito bem =)
  • Tela bem nítida e boa de visualizar, emails, redes sociais e jogos…
  • Conector USB com Quick Charge 3.0 (mas não vem com o carregador na caixa, é preciso comprar por fora).
  • Grande capacidade de memória interna e maior ainda para memória externa que aceita um cartão SD de até 2 tera

contrasContra:

  • LED de notificação só tem uma cor, a cor VERMELHA, ou seja, não temos outras cores RGB como nos outros modelos, contente-se apenas com uma cor de LED. O DTEK50 é só na cor BRANCA
  • Não tem botão PLAY e não há separação entre os botões de volume, além de ser um pouco mais duro do que estamos acostumados e fica meio confuso, pois tem que colocar um pouco mais de força do que o normal para seleciona-lo.
  • Não gostei da gaveta onde se coloca o SIMCARD e o MICROSD (CARTÃO DE MEMÓRIA), pois ao retirar a gaveta, sai os dois juntos, ou seja, se você precisa retirar o Cartão de Memória, infelizmente vai perder o sinal da rede neste momento até voltar. Poderia ser independente cada um no seu espaço, mas acho que pra economizar e baratear o aparelho fizeram dessa forma. Eu não gostei.
  • A tampa, de vidro, não foi uma das coisas que eu gostei, poderia ter feito uma tampa mais simples como a do Z30, ou do Classic. Vidro, além de quebrar, deixou o aparelho mais pesado

Pois bem galera, se você tem interesse em adquirir o aparelho, pode comprar com nosso parceiro ProtectPhone aqui no Brasil.

Caso esteja fora do Brasil, pode comprar no ShopBlackBerry.com, nos EUA, Canadá, Reino Unido, França, Alemanha, Espanha, Itália e Holanda por US $ 499 USD (US $ 650 CDN, € 579 e £ 475) . Além disso, comprando na ShopBlackBerry.com, você receberá um pacote complementar de acessórios. Os clientes dos EUA e do Canadá receberão gratuitamente uma capa Soft Shell e um carregador rápido (Quick Charger), e os clientes no Reino Unido, França, Alemanha, Itália, Espanha e Holanda receberão gratuitamente uma Pocket Case e um carregador rápido (Quick Charger) também.

O que achou do aparelho?

Deixe suas impressões, vamos interagir =)