Em nota divulgada aos clientes em 31 de março, o analista de ações da RBC, Paul Treiber, explicou por que ele acredita que a reviravolta do BlackBerry está completa.

Os riscos com a reviravolta da BlackBerry parecem ter diminuído. A empresa não está mais dependente do fluxo de caixa relacionado à SAF, e a responsabilidade por hardware foi amplamente eliminada. Como tal, estamos removendo nosso qualificador de risco especulativo. O foco do investidor mudará para o crescimento do negócio de software da BlackBerry; Novas oportunidades estão surgindo, mas são difíceis de avaliar no momento.

A RBC transferiu sua classificação para a BlackBerry para “Sector Perform”, eliminando seu risco especulativo. Isso significa que a RBC está cobrindo a BlackBerry como qualquer outra empresa de tecnologia, em vez de sinalizar o nome como um investimento especulativo.

Durante anos, a BlackBerry se baseou nas taxas de acesso ao serviço (SAF) que são pagas para usar seus sistemas operacionais. No entanto, a receita SAF está em queda drástica devido à quase extinção do ecossistema de sistemas operacionais da BlackBerry.

No passado, os investidores andavam preocupados que, quando esse número atingisse zero, a BlackBerry estaria condenada.

Felizmente, de acordo com a RBC, a BlackBerry tem trabalhado duro transformando-se em Software como uma empresa de Serviço (SAS), focada em segurança.

No entanto, ainda é apenas o começo:

“A receita segmentada de software e serviços subiu 1% Q / Q para US$ 166MM não-GAAP, abaixo da NOSSA estimativa de US$ 180MM e Do MERCADO em US$ 184MM. A receita de software segmentado subiu apenas 7% Y / Y. “

No lado positivo, a RBC diz que “o EBITDA melhorou de US$ 37 milhões no terceiro trimestre para US$ 42 milhões no quarto trimestre, acima da estimativa de US$ 29 milhões e do Mercado em US$ 30 milhões, o Q4 2017 é o 13o trimestre consecutivo de EBITDA positivo da BlackBerry”.

Se a BlackBerry permanecer neste ritmo, a RBC acredita que a empresa pode trazer US$ 968 milhões em receita até 2019, quase o dobro de 2016 que ficou em US$ 527 milhões.

Não é apenas os analistas da RBC que estão com boas previsões sobre as ações da BlackBerry. Larry Ramer da InvestorPlace disse que “as ações da Blackberry Ltd (BBRY) estão sendo subestimadas por investidores. A BlackBerry tem fortes catalisadores positivos, fazendo com que as ações da BBRY sejam compradas”. Já o TheStreet disse “Parece que a retomada da empresa de tecnologia canadense BlackBerry (BBRY) é agora mais do que apenas especulação. Este é um bom sinal para oa BlackBerry e seus investidores”.

Uma ótima notícia para os investidores e para o mercado. Com esta avaliação, tanto os investidores como o mercado em geral poderá, enfim, ver a BlackBerry como uma empresa de Software focada em segurança móvel e não como uma empresa de hardware.

via Business Insider